Esporte na Juventude, saúde na terceira idade.

20 Dec

Várias lesões não conseguiram parar o jogador de futebol Dirceu Krüger, O flecha loira. O herói do Coritiba Foot Ball Club, que machucou uma perna no campo do Britânia, uma clavícula no campo do Londrina e o acidente quase fatal no seu campo, ali no Alto da Glória, quando teve as alças intestinais rompidas num choque com o goleiro do então Água Verde e quando poucos acreditavam que sobrevivesse. Sobreviveu e voltou a jogar, Mara marcar em 72 o gol da vitória na decisão diante do Atlético, num retorno quem em 70 ninguém acreditava. Foi um craque.

“Legenda maior da simbiose entre o refinamento da técnica com a coragem do artilheiro”

Os beneficios que os jogos e os treinamentos trouxeram a Dirceu, foram de grande eficacia em sua vida, mesmo depois de quase morrer, o que o salvou foi á força de vontade e a continuação com o esporte. “Desde o acidente, passei a jogar com uma cinta elástica para proteger a área do intestino. Em 1975, aconteceu algo que mudou a visão que eu tinha a respeito do meu estado de saúde. Ao disputar uma bola, um atleta adversário, involuntariamente, bateu com a mão no local onde sofri a operação. Senti uma dor horrível, semelhante à do acidente. Foi então que percebi que, desde 1970, colocava minha vida em risco cada vez que jogava ou treinava.” Declara o ex-jogador.

Apesar de hoje não ter uma vida tão movimentada com treinos e jogos, ele diz que tem boa saúde e que o esporte o ajudou muito quando jovem. Por todos os lados do Estádio Couto Pereira, se vê Dirceu Krüger, uma figura emblemática.

Sua tragetoria no futebol, apesar das lesões sofridas, foi de dez anos e 252 partidas e 58 gols. O flecha loira, como era conhecido pela sua velocidade e pelos cabelos ‘loirissimos’, foi um atleta de histórico impecável tornou-se um dos maiores jogadores do Clube em todos os tempos. Depois de sua aposentadoria nos gramados, foi assistente técnico, coordenador técnico e técnico das categorias de base e do time principal. Hoje com 67 anos, o ex-jogador, que atuou no meio campo, continua sendo o heroi alviverde.

O Bolinha, outra figura emblematica, como é conhecido pelo time do Atletico-PR, se chama Edmilson Aparecido Pinto e passou por um momento parecido, ele não sofreu lesões como o Dirceu, mas em 2011 sofreu uma crise conhecida como abdômem agudo, com uma úlcera perfurada no estômago seguida de peritonite (infecção).Hoje esta recuperado e atuando novamente no time.

Ele é o massagistra do time desde 1993, e Ano passado, alcançou uma expressiva marca no Furacão: mil jogos pelo clube. “É uma marca que entroupara a história. Porque desde 1993 iniciei meu trabalho e agora chego nessa marca de mais de mil jogos passando por tudo. Vencendo, perdendo, sofrendo junto, porque tudo isso faz parte do futebol.”, finaliza.

foto: Marieli Castioni – O flecha loira em 74 e o Dirceu de hoje.

One Response to “Esporte na Juventude, saúde na terceira idade.”

  1. Bruno 25 de August de 2012 at 0:09 #

    legal

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: